29 de fev de 2012

Sozinho contra o mundo


Sonhei com o paraíso e acordei no inferno, e por falar em sonho, certa vez me disseram que ao correr atrás dele a gente o alcança.
O problema é que esqueceram de alertar que não depende só de você para correr atrás, mais pessoas devem estar dispostas a ajudá-lo pois sozinho ninguém sai do lugar.
E como na medida que o tempo passa mais e mais as pessoas são egoístas, o jeito é aceitar calado tudo o que esse sistema te impõe.
Meu sonho era simples, só queria ter a liberdade de viver em paz, mas parece que para este povo alienado por este sistema egoísta e cruel a guerra é bem mais interessante.
Não quero guerrear para conquistar a paz, não deve ser assim.
 
Gustavo Sauer
 
 

A luz que brilha


No escuro da saudadde
habita um triste pensamento
Que busca intensamente
Uma alegria antes perdida
Perdida...No tempo
Perdida...Nas folhas secas jogadas ao vento
Perdida...Nas belas tardes de outono.

São longas as jornadas
E na longa estradas
Os caminhos são tortuosos
Espinhos existem
Mesmo assim  meus pés insistem
Numa busca sem fim
Esconde de mim, no fundo de mim
A luz que eu procuro
Foges de mim

A alegria perdida ,antes contida
No perfume das flores
E hoje perdida no orvalhar
Da relva de toda manhã
Perdida nos raios de sol
escondidos da noite.
Atrás das estrelas
Na magia da lua...esconde de mim

Eu busco no centro do mundo
E bem la no fundo
A luz brilha forte
Eu sigo feliz meu caminho
E chego a um ninho
De acalento e amor.

Flores aos montes
belas fadas encantam
Um mundo perdido
Atravesso campos emborboletados
Vaga lumes piscando
E sinto que esta prestes a chegar
O que tanto anseio e vim procurar

Os pes cansados mas sempre no chão
Pensamentos voando
Seguindo sempre o coração
A luz que procuro ...
A felicidade perdida
Um dia ei de achar..

A luz que brilha,vem chegando
Romantica Apaixonda
 
 

Desejo Profundo



Quero a sua felicidade
tanto quanto a minha!
Na soma Busco a unidade,
o que vem depois, já se adivinha!

Conviver com alegria
é o que todo mundo quer,
ainda mais com amor,
onde se destaca o bom humor!

Não há dúvida, pois é,
esse é o melhor caminho!
Que expressa o bom viver,
alimentando os sonhos
e o nosso querer.

Tildé
 
 

17 de fev de 2012

Longe de ti

Longe de ti, se escuto, porventura,
Teu nome, que uma boca indiferente
Entre outros nomes de mulher murmura,
Sobe-me o pranto aos olhos, de repente...

Tal aquele, que, mísero, a tortura
Sofre de amargo exílio, e tristemente
A linguagem natal, maviosa e pura,
Ouve falada por estranha gente...

Porque teu nome é para mim o nome
De uma pátria distante e idolatrada,
Cuja saudade ardente me consome:

E ouvi-lo é ver a eterna primavera
E a eterna luz da terra abençoada,
Onde, entre flores, teu amor me espera.

(Olavo Bilac)

 
 

10 de fev de 2012

Soneto do amigo


Enfim, depois de tanto erro passado
Tantas retaliações, tanto perigo
Eis que ressurge noutro o velho amigo
Nunca perdido, sempre reencontrado.

É bom sentá-lo novamente ao lado
Com olhos que contêm o olhar antigo
Sempre comigo um pouco atribulado
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover
E a disfarçar com o meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica...
 
 
Vinicius de Moraes