20 de jan de 2011

Loucura insensata



Não desenhe a tua loucura
para seduzir o que não sinto por ti
Se mostre para mim
como pessoa madura
cujo mundo com seus espinhos
perfurou tua alma dura

Se mostre assim...
sem tintas para escrever
uma nova história,
sem risos preliminares,
com medo dos meus olhares
Que eu te ajudo sim!

Mas, afasta de mim essa loucura,
que de dia propõe cama
e a noite é só escamas
que ficam em minhas mãos...
quando penso que entrei no mar
e envolvi e resgatei...
Só lama.
Ada Mendes

Um comentário: